Apresentação

A Plataforma Científica Pasteur-USP (SPPU, na sigla em inglês) desenvolve pesquisas especialmente focadas em doenças infecciosas emergentes e negligenciadas, transmitidas por patógenos que causam respostas imunes complexas e que produzam distúrbios no sistema nervoso, com impactos na saúde pública humana e animal. 

A SPPU funciona como uma célula de emergência e seu principal objetivo é conter epidemias dessas doenças, com o desenvolvimento de métodos preventivos, de diagnóstico/prognóstico e terapêuticos.

Localizada no Centro de Pesquisa e Inovação Inova USP, em São Paulo, em uma área de 1.700 m², a Plataforma é composta por 17 laboratórios, sendo quatro de nível 3 de biossegurança (NB3) – equiparáveis ao padrão europeu.

Os pesquisadores que atuam na SPPU compartilham expertises, infraestrutura e equipamentos de ponta. Com esta abordagem, busca-se fortalecer o desenvolvimento de iniciativas conjuntas com vistas à descoberta de novos produtos e processos, bem como a transferência e aplicação dessas inovações.

A SPPU é fruto de um acordo tripartite entre o Instituto Pasteur, a Universidade de São Paulo (USP) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Atualmente, integra a Rede Pasteur, composta por 33 institutos em 25 países.